Minha mascotinha

Não é bem um bicho, mas é uma coisinha muito fofa também. Esta mesinha foi da minha bisavó, que passou para minha mãe e agora está comigo. ...

Não é bem um bicho, mas é uma coisinha muito fofa também.
Esta mesinha foi da minha bisavó, que passou para minha mãe e agora está comigo.
Ela já foi natural, envernizada, pintada de bege, de azul... E agora eu a pintei de rosa!
A cor, além de ser uma tendência, deixa o móvel mais atual e divertido.
Eu usei tinta de parede Suvinil na cor Vibrato.É a minha cor!!
Existe o amor sentimental pela mesinha de centro e hoje está na recepção do meu Studio em Vitória.
Na Casa Cor ES deste ano, tinham umas 2 mesinhas deste modelo pintadas também. Uma de branco, outra de preto. A reutilização de móveis antigos na decoração traz um toque especial e particular ao ambiente, já que aquela peça passou por várias gerações dentro da família. Ou se não passou de pai para filho, apenas foi comprada num antiquário, mesmo assim, tem o seu valor como antiquidade que conquista aquele espaço.




Esta mesa é de estilo Luiz XV.
Abaixo segue uma história do estilo:
Estilo Francês surgido no séc. XVIII, no período denominado Rococó nas artes, durante o governo do Rei Luís XV. Era uma época em que se priorizava um convívio social intenso, recebia-se muito, a alegria e o imediatismo imperavam. A influência feminina nas artes acentuava-se e as pessoas tinham uma visão, de certa forma, sensualista do mundo,

As Poltronas/Cadeiras mostram perfeita noção de conforto e luxo. Os entalhes à princípio numerosos ficam restritos aos eixos, ao espaldar, assento e braços. O espaldar alto foi substituído por um espaldar mais baixo e as cadeiras eram feitas agora para se adequar mais ao corpo humano, as pernas eram características do período "cabriolet". A chaise longue era mais longa e própria para reclinar, havia a bergère como na época anterior e a bergère confessional.
O estofamento era feito com moirés, brocados, tafetá, toile de jouy ou tapeçarias Gobelins e Beauvais, as tapeçarias usadas para cobrir as cadeiras representavam cenas de personagens lendários ou bíblicos, nos encostos e nos assentos animais, com arremates em guirlandas de flores e pássaros. Os assentos de palhinhas para cadeiras e sofás também foram muito utilizados, nestes eram colocadas almofadas soltas ou utilizados, nestes eram colocadas almofadas soltas ou fixas recebendo couro ou tapeçaria.

As mesas eram terminadas com a perna cabriolet, em sua maioria tinham o tampo de mármore, surgiram várias mesas; para escrever, costurar, jogar e etc. Haviam mesas que eram desenhadas para ocasiões especiais, como os jogos.Surgiram várias escrivaninhas. fixas recebendo couro ou tapeçaria.

As camas afastam-se das paredes e aparecem acompanhadas de uma mesa de cabeceira, colocada ao seu lado apenas à noite. Tinham vários modelos, sendo mais comum as com alcova ou com cortinados por trás da cabeceira, eram bem menores As cômodas proliferaram nesse período com uma variedade enorme de formas, existiam os toucadores (mesa com espelho), as secretárias com inúmeras gavetas e frente em “bombé” ou “serpentine” (ligeiramente abaulada ou com ondulações) como os bureaus e bonheur-du-jour.do que as camas da época anterior.

As cômodas proliferaram nesse período com uma variedade enorme de formas, existiam os toucadores (mesa com espelho), as secretárias com inúmeras gavetas e frente em “bombé” ou “serpentine” (ligeiramente abaulada ou com ondulações) como os bureaus e bonheur-du-jour.

Fonte: Charlotte Móveis

You Might Also Like

2 comentários

  1. q lindooo é seu???? te vendendo???? quanto???kkkk quanta pergunta né??? bjokasss

    ResponderExcluir
  2. Hahaha.... é meu sim, mas não vendo, não troco, não doo! ... hehehe
    É o xodó do meu escritório...

    ResponderExcluir

Instagram