Empresa pequena pode ser grande através do design

Nossa experiência recente como participantes do convênio Abre/Sebrae de design para a pequena empresa revelou uma daquelas coisas que são si...

Nossa experiência recente como participantes do convênio Abre/Sebrae de design para a pequena empresa revelou uma daquelas coisas que são simples, mas requerem acontecimentos singulares para serem compreendidas e assimiladas em profundidade como fatos reais. Nos já sabíamos que a pequena empresa é aquela que mais se beneficia de um bom design de embalagem, pois ao contrario das grandes, ela não dispõe de outros recursos para competir no mercado ficando. Portanto, na dependência exclusiva da embalagem para apresentar promover e vender seus produtos.

A novidade que agora descobrimos indica um novo caminho a ser percorrido, pois com o apoio do Sebrae e a disposição das agências integrantes do Comitê de Design da Abre que se dispuseram a desenhar para os pequenos a custos subsidiados, uma nova perspectiva se abriu e a experiência prática demonstrou que as embalagens das pequenas empresas não precisam necessariamente se parecerem com embalagens de empresas pequenas.

Através de suas embalagens, a empresa pequena pode ser grande e se apresentar no ponto de venda ao lado das grandes como se fosse uma delas, pois o consumidor não sabe onde a empresa fica e de que tamanho ela é. Na verdade isso nem chega a ser importante, pois como demonstra a pesquisa do Comitê de Estudos Estratégicos da própria Abre, “o consumidor não separa a embalagem de seu conteúdo”. Para ele, os dois constituem uma única entidade, indivisível.

Sendo assim, se a embalagem tem um bom design, de nível equivalente ao das embalagens das grandes empresas, para o consumidor ela é grande também. Graças ao convênio firmado entre a Abre e o Sebrae, o acesso ao design de alta qualidade foi democratizado para as pequenas empresas e suas embalagens agora podem apresentar qualidade e aparência compatível com as categorias de produto onde competem reduzindo assim a distância que as separa dos líderes das prateleiras.

Daqui para frente, as empresas pequenas estão descobrindo que através da embalagem elas podem ser grandes perante os olhos dos consumidores e disputar em melhores condições a sua preferência. Mais de cento e cinqüenta projetos já foram realizados e os resultados que começam a despontar no horizonte indicam que uma pequena revolução esta em marcha. A revolução do design para empresas que não precisam mais parecer pequenas aos olhos dos consumidores.

Por Fabio Mestriner é Designer, Professor Coordenador do Núcleo de estudos da embalagem da ESPM e Coordenador do Comitê de Estudos Estratégicos da ABRE.

Acesse
www.espm.br

You Might Also Like

0 comentários

Instagram