Casa Cor ES 2011

No dia 25/09, faltando apenas dois dias para terminar a mostra Casa Cor 2011, eu fui visitá-la. Pra variar, sempre em cima da hora de termin...

No dia 25/09, faltando apenas dois dias para terminar a mostra Casa Cor 2011, eu fui visitá-la. Pra variar, sempre em cima da hora de terminar!
Captei várias dicas legais e combinações inspiradoras!
Alguns me chamaram atenção pela inovação e pela criatividade. Eis os meus argumentos.

O "Escritório da Designer", de Karina Gobbi e Kelly Rangel estava uma graça!
Era um ambiente interno, mas tinha cara de um escritório feito num jardim. Com elementos como tijolos, verde nas paredes, madeira e iluminação aconchegante, parecia que estava trabalhando num belo jardim. Adorei a sensação!


Na "Cozinha" feita por Fabiane Giestas, achei interessante o mobiliário. Todo feito em marcenaria, em laca branca, sem puxadores. Ganhou espaço com os puxadores no próprio móvel. Bem clean.

A "Suíte do Filho", por Micheli Guidi estava bem característica. Em tons sóbrios e um toque de amarelo para alegrar, o quarto tinha tudo de masculino.

Na "Suíte do Casal", feita por Zilda Helal, o que eu adorei foi a divisória do box. Feita em vidro duplo com um tecido de linho dentro dos vidros. Assim, transmitia a luminosidade e transparência, mas não devassava a imagem de dentro do box, de quem estiver somando banho. Muito interessante...

No "Studio de Beleza", de Karla Giaretta, a dica é o piso. Em vidro transparente temperado, com um papel de parede no fundo. Dessa forma, é possível fazer diversas estampas para um piso, do jeito que a criatividade mandar.

O "Café" tinha um cheiro incrível... Dava muita vontade de parar para tomar um...

A "Floricultura", de Simone Coutinho estava uma graça. Com combinações de listras e móveis antigos dava um ar retrô e aconchegante.

Na "Champanheria" tinha uma mesinha que parecia aquela gelatinha colorida. Era feita de pedaços de acrílico coloridos com resina. A resina parecia o creme de leite e o acrílico parecia a gelatina colorida.. Hum...

Já na saída, o "Jardim das Jabuticabeiras" tinha uma passarela em vidro, com um espelho d'agua embaixo dela. Foi uma sensação estranha andar sobre a passarela com a impressão de que o vidro iria quebrar e eu ia cair de cara na água. Mas eu sei que isso não aconteceria, o vidro é mais resistente do que parece e é totalmente seguro andar sobre ele...

E foram esses que mais me chamaram atenção. Tinha muita coisa bonita de se ver; algumas coisas que a gente sabe que só serve para Casa Cor mesmo, que são impraticáveis no dia-a-dia; tinha novidade; tinham coisas repetidas... Vale a visita para inspirar e captar novas ideias. 

You Might Also Like

0 comentários

Instagram