Arquitetura corporativa garante saúde aos funcionários

Quem pensa que a arquitetura é dedicada exclusiva aos lares está muito enganado. Ambientes corporativos também devem ser planejados para, a...

Quem pensa que a arquitetura é dedicada exclusiva aos lares está muito enganado. Ambientes corporativos também devem ser planejados para, além de proporcionar conforto aos seus usuários, garantir  saúde e produtividade dos mesmos.

Segundo o diretor da Atiwa Arquitetura, Sérgio Borges, um estudo bem planejado, que atinja níveis ideais de ventilação e luminosidade, aliado à ergonomia acarretam em uma melhoria geral da saúde e da disposição dos usuários do espaço. “Essas medidas favorecem não somente ao trabalhador, que terá mais prazer em seu ambiente de trabalho, mas também ao empregador, que notará um aumento considerável na produtividade de sua equipe”, garante.
Segundo Borges, que é especialista no assunto, a concepção de projetos corporativos deve priorizar os revestimentos de piso e paredes de fácil limpeza e em níveis de luminosidade adequados para cada ambiente.

As medidas, de acordo com o arquiteto, servem para evitar, principalmente, a proliferação de doenças no ambiente de trabalho e ainda para deixar o espaço adequado para todas as atividades que serão realizadas.

Na avaliação da arquiteta Bárbara Paiva, a tendência é que as pessoas ocupem espaços de forma mais inteligente utilizando mobiliário que permita uma circulação mais confortável e eficiente.

De acordo com a profissional, o ambiente corporativo bem planejado só traz benefícios para quem aposta neste ramo da arquitetura e decoração. “Mapear as necessidades do local de trabalho, propondo as melhores soluções é imprescindível para o aproveitamento do espaço”, defende Bárbara.

Foto: Divulgação / Clausem Bonifácio
Projeto 2a_arquiteta Bárbara Paiva.jpg
Projeto da arquiteta Bárbara Paiva

Dicas:

Sérgio Borges lembra ainda que investir em materiais que amenizem o barulho pode também aumentar a produtividade, uma vez que o ruído de máquinas, computadores de diversas vozes dos usuários acabam gerando níveis de decibéis acima do ideal. A dica do arquiteto é revestir com tecidos, madeiras ou outro material de maior absorção, para tentar solucionar ou amenizar o problema.

You Might Also Like

0 comentários

Instagram